quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Bloco Mistura Fina define programação


Notícia via ZEKATRACA

No dia 31 de dezembro de 1983, sambistas como Bainha, Silvio Santos, Oscar, Zé Baixinho, o saudoso Babá, Manelão e tantos outros, fazendo aquela roda de samba inesquecível, mas que ainda é possível encontrar no berço do samba do bairro Santa Bárbara, ladeados por engenheiros, técnicos entre outros operários que vieram para trabalhar na construção da usina da Hidrelétrica de Samuel, que faziam daquele momento, longe de casa, o seu réveillon.

Concentrados no Bar do Casemiro, que se localizava na Joaquim Nabuco com Almirante Barroso, dão início à história do verdadeiro e único Bloco de Sujos de Porto Velho, que depois passou a sair do bar do Antônio Chulé. A festa continua numa verdadeira “Mistura Fina”, é o momento de união e congregação do samba e dos sambistas de Porto Velho.

Como diz a marchinha do Waldison e Mávilo (feita para o tradicional Bloco): “... Seja na Joaquim com Almirante, Seja na Bolívia com Joaquim, quando chega o final do ano o nosso Carnaval começa assim: A gente se reúne pra sair lá da esquina no Bloco Mistura Fina...”

Ou como diz o Tatá: “...Por favor não confunda o pó. O pó do Bloco mistura Fina...”

Nesta quarta-feira (29), a partir das 18h00 horas na rua Bolívia entre Brasília e Joaquim Nabuco, a turma se reúne para organizar o repertório, vá lá, dê a sua contribuição, para organizar o “ensaio” do bloco Mistura Fina.

O Bloco se concentra dia 31, a partir das 13h00, na Rua Bolívia, entre Joaquim Nabuco eBrasília. Saída às 17h00 com o seguinte trajeto: Joaquim Nabuco; Almirante Mal. Deodoro; Almirante Barroso; Brasília, 7 de Setembro, Nações Unidas,Tenreiro Aranha; Carlos Gomes;  Bolívia (dispersão).

Uma coisa é certa, você indo ao Bloco, Terá muita história pra contar! Prestigie!!! (Fonte: Silvia Pinheiro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DUZENTOS E CINQUENTA EM QUATRO I

Os pesadelos não podem ofuscar nossos sonhos. Diante da inconsequência de quem resume a vida dos outros na sua prisão de lamentos, ...