sexta-feira, 15 de abril de 2011

Diz a lenda – Estou Fora

Por: Beto Ramos

Olá Dona Morte, que papo é esse de continuar com estes vôos rasantes sobre nossa cultura beradeira?
Deixe de ser besta e vá baixar em outra freguesia!
Ali no canto esquerdo do Mercado Cultural, somente os meus olhos viram o Neguinho Orlando junto com o Manelão, comentando que havia alguma coisa errada com o rei.
Cuidado Dona Morte, ai no andar de cima já existe uma comissão de frente que vai lhe peitar com certeza.
Deixe de causar pânico no meio cultural.
Ta assim de gente com medo que o seu nome vá enfeitar as cadeiras do Bar do Zizi, na homenagem que ninguém anda querendo ter.
Dizem que já estão reservando cadeiras para alguns!
Sai pra lá Dona Morte.
E olha o sorriso do Neguinho Orlando dizendo: - Cuidado pode ser a tua vezzzzzzzzzzz!
Sabe Dona Morte, a única coisa certa na vida é a sua visita, mas, é muita covardia a senhora querer fazer acampamento no nosso meio.
Já estou sabendo que tem meia dúzia por ai que já reduziu pela metade a quantidade de birita que bebia.
Gente que nunca fez chek up anda visitando tudo quanto é médico.
Só não pode cair nas mãos do Doutor Inconseqüência.
O Beto César estava com medo na despedida do Genésio.
Beto, lá em cima talvez eles não queiram poupar pó de café!
Dom Lauro, o Mado e o Eliseu já andaram vendo o Beleza lá na Catedral.
Bem, Dom Lauro disse que não era alma, pois não havia se arrupiado.
O Mado e o Eliseu por gozação, disseram que iriam deixar Dom Lauro sozinho. Então Dom Lauro disse:
- Agora eu me arrupiei!
Acho que o Mado anda meio cabreiro com o Beleza.
Como diz a minha mãe, discongelo!
Bem, eu é que não quero virar visagem.
Quero que a sua foice fique bem cega e que ninguém possa amolar a sua lâmina.
Deixe de plantar tristeza entre nós.
Sentir tristeza era o que o seu manto negro precisaria.
Assim, com certeza não levaríamos tantos sustos.
Mesmo assim, vou aferir minha pressão, tomar remédio para hipertensão, também tomar chá de imbaúba, ir à rezadeira, fazer chek up, começar a caminhar, reduzir a birita e ficar esperto para não me arrupiar com a sua presença.
Dona morte vá cantar em outra freguesia!

Diz a lenda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DUZENTOS E CINQUENTA EM QUATRO I

Os pesadelos não podem ofuscar nossos sonhos. Diante da inconsequência de quem resume a vida dos outros na sua prisão de lamentos, ...