sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Diz a lenda – Encontrar Deus

Por: Beto Ramos

Gostaria de encontrar Deus.
Olharia dentro dos seus olhos.
Tentaria compreender se todas estas enchentes são suas lágrimas por nossos erros que já atravessam séculos.
Tentaria ouvir a sua voz, ou mesmo quem sabe, o sopro de sua respiração.
Então tentaria compreender a força dos ventos.
Como gostaria de encontrar Deus.
Assim, tentaria compreender tantas devastações.
E quando fiquei em silêncio, encontrei Deus.
Como é fácil encontrar Deus em todos nós.
Então vi Deus na força daquelas águas que tentaram levar aquela senhora que tentou salvar o seu cachorro.
Ouvi Deus no pedido de socorro de sua voz em desespero.
E vi Deus nas entrevistas que deveriam nem existir.
E vi Deus dentro de mim.
Então Deus o que você tem a dizer?
Tantas pessoas mortas.
Crianças Deus!
Encontrei Deus no silêncio daquela criança que nem mesmo chorou na hora do resgate.
Encontrei Deus nos braços do pai que ficou abraçando o filho por tanto tempo.
É Deus, ainda continuo te encontrando em tantos lugares.
E vi Deus nas televisões.
Vi Deus neste nosso hospital que há muito pede socorro.
Precisariam Deus, existir João Paulo I, II e III.
E vi Deus naquelas pessoas jogadas pelos cantos.
Vi Deus nos olhos cheios de tristezas de tantas pessoas.
Mas, Deus ainda não tem BLOG.
Deus não precisa de internet para nos dá notícias de dias melhores.
Então vi Deus em tantas esperanças.
Coisas de todos nós que sempre insistimos em acreditar.
A coisa é séria.
Não poderíamos jamais brincar com Deus.
Querer ser Deus pior ainda.
Gostaria muito de encontrar Deus.
Acho que já encontrei.
Ele está por aí em todos os lugares.
Nas enchentes e nos hospitais de tantos lugares.
Gostaria de compreender a força das pessoas que sofrem com tantos pedidos de socorro nos hospitais em nossa capital que é notícia em todo o Brasil.
Gostaria de compreender a força daquela senhora tentando se salvar.
Ela ainda tentou salvar o seu cachorro.
Será que Deus se permitiria possuir um gosto especial pela Europa?
É Deus, Veneza não fica por aqui.
Encontrei Deus dentro de mim.
Apenas no silêncio das lágrimas dos meus olhos.
Diz a lenda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DUZENTOS E CINQUENTA EM QUATRO I

Os pesadelos não podem ofuscar nossos sonhos. Diante da inconsequência de quem resume a vida dos outros na sua prisão de lamentos, ...