domingo, 31 de maio de 2009

Arte e comentário básico


Ontem, passando a toa no bar do Zizi,
Ouvi um comentário do agitador cultural
Carlinhos Marcanã, que no Mercado Cultural
a turma do samba é persona no grata.
Resta saber de onde surgiu esta afronta
às nossas raizes.
Eles deveriam era se preocupar
com as goteiras,
as salas que continuam vazias,
e em promover atividades culturais
para a nossa população.
O mercado sempre foi do povo!
A administração do Mercado deveria
ficar nas mãos de quem faz cultura.
Nada de mesas na calçada... não pode aquilo
A cultura é coisa séria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DUZENTOS E CINQUENTA EM QUATRO I

Os pesadelos não podem ofuscar nossos sonhos. Diante da inconsequência de quem resume a vida dos outros na sua prisão de lamentos, ...